Meu Dinheiro

Descubra como salvar o seu dinheiro da inflação

abr . 16

A palavra “inflação” é, provavelmente, uma das que mais causa arrepios na maioria dos brasileiros. Muito disso se deve ao período vivido entre as décadas de 80 e 90, que ficou marcado negativamente pela hiperinflação. A taxa chegou em sua máxima histórica em 1993, quando atingiu 2.708%.

Muitas trocas de moedas, consolidação do Real e alguns governos depois, hoje, é possível dizer que a inflação está relativamente controlada – o que não significa dizer que ainda esteja alta, apesar de estabilizada. Há projeções de economistas para que a inflação fique abaixo do centro da meta para 2019, de 4,25%

Mesmo diante de todo esse cenário, o que você pode fazer para não depender de fatores externos e proteger o seu dinheiro da inflação? Confira abaixo!

O conceito de inflação

A inflação acontece quando há um aumento recorrente e de forma generalizada dos preços dos produtos de um país ou uma região durante um período de tempo específico. O índice utilizado no Brasil para mediar a inflação é o IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, calculado pelo IBGE desde 1979.  

Assim, se não há uma correção dos salários, há, naturalmente, uma queda do poder aquisitivo. Basicamente, os produtos se tornam mais caros.

Como se proteger da inflação

No dia a dia, em termos de consumo, existem algumas dicas básicas como pesquisar e trocar marcas mais caras por mais baratas, além de aproveitar promoções para estocar produtos.

Mas há outros dois pontos cruciais com relação ao seu dinheiro: a primeira dica – e mais crucial de todas – é não deixar o dinheiro parado, seja embaixo do colchão ou em sua conta-corrente. Em comparação a estas duas opções, até a poupança é melhor.

Ainda assim, historicamente a poupança vem perdendo, ano após ano, da inflação. Ou seja, sua rentabilidade é inferior a inflação do ano.

A melhor solução: investir o seu dinheiro

Para proteger seu dinheiro da inflação, o mais adequado é que você procure por investimentos diversos. Entre as opções, há produtos em renda fixa atrelados, por exemplo, ao CDI, além dos prefixados – quando você sabe com antecedência exatamente quanto irá ganhar no vencimento do produto.

Ao fazer essa escolha, existem algumas opções como a Letra de Câmbio e o RDB – Recibos de Depósito Bancário, com prazos que variam de 6 meses a 5 anos

Ao variar a sua carteira de investimentos você aumenta a possibilidade de retornos, diluí os seus riscos e ainda se protege contra a perda de poder aquisitivo causado pela inflação.

O que você achou do nosso texto sobre como salvar o seu dinheiro da inflação? Compartilhe com seus amigos e descubra se eles já conhecem esse assunto!

Compartilhe!

Comente