Meu Dinheiro

Planejar para ser dono do próprio negócio

nov . 14

Muitos brasileiros veem no empreendedorismo uma alternativa de renda para complementar o salário, enquanto outros enxergam nele a tão esperada oportunidade de realizar o sonho de ser dono do próprio negócio e investir tempo e dinheiro em algo que realmente acreditam. Esse foi o caso do desenhista concursado, Pedro Luís Gomes de Morais (30), que deixou o emprego na Prefeitura de Taquarituba/SP para empreender.

 

Ele e a esposa se mudaram para Sorocaba, em 2015, com o intuito de investir na fabricação de pães caseiros. “Optamos por mudar de profissão e acreditar em um sonho que até então era apenas um hobby”, comenta. Pedro contou que ambos investiram o pouco dinheiro que tinham na compra do maquinário e alugaram um espaço para iniciar a produção dos pães.

 

Mas para quem pensa que os sacrifícios acabaram, se engana. Pedro explicou que mesmo hoje com a clientela fixa e encomendas para o ano todo, o trabalho exige sacrifícios, como dormir poucas horas por noite, para dar conta da demanda.

Apesar do ritmo intenso, ele garante não se arrepender da escolha feita, “Estamos satisfeitos e felizes com nossa decisão. Agora, os esforços são para investir em conhecimento e estruturar melhor o negócio com a compra de equipamentos mais modernos, que ajudem a aprimorar nossos produtos e serviços. Vamos investir”, diz.

 

Assim como o Pedro, muitos jovens brasileiros que sonhavam em construir uma carreira sólida em uma empresa privada ou pública, buscam, cada vez mais, a realização no empreendedorismo. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com IBPQ, divulgada no relatório executivo Global Entrepreneurship (GEM 2017). Segundo o estudo, em 2017, o número de empreendedores entre 28 e 34 anos cresceu de 50% para 57% — o que corresponde a mais 15,7 milhões de jovens querendo abrir o seu próprio negócio ou já no início das atividades. Ainda segundo o estudo, 30,5% dos jovens entre 24 e 34 anos estão tentando criar um negócio ou já têm um em estágio inicial (até 3 anos e meio de vida). Quando falamos em jovens entre 18 e 24 anos — 20,3% são empreendedores ou estão envolvidos com a construção de um novo negócio.

 

Mas esses empreendedores não precisam trabalhar sozinhos. Investindo a partir de R$1mil em renda fixa já é possível conseguir um retorno bem superior aos rendimentos da poupança e CDI de grandes bancos.  Assim o dinheiro fica rendendo enquanto o negócio cresce. E o mais importante, sempre com a garantia do FGC – Fundo Garantidor de Crédito, para dar segurança ao dinheiro investido.

 

Um bom exemplo de uma plataforma séria que permite investimentos sem riscos é o  PoupaBrasil Investimentos, a única fintech especialista em renda fixa, que permite investir de maneira prática e segura.

 

A plataforma oferece três tipos de investimentos: RDB (Recibo de Depósito Bancário) com taxas pós-fixadas e LC (Letra de Câmbio) com taxas pós e prefixadas. As taxas pós-fixadas são atreladas à variação do CDI e nas prefixadas o investidor já sabe com antecedência qual será o valor de resgate no vencimento.

 

Investimentos seguros para deixar o empreendedor tranquilo, já que ele tem mais coisas pra se preocupar.

 

Faça uma simulação: www.poupabrasil.com.br

 

Sobre o PoupaBrasil Investimentos – PoupaBrasil Investimentos é uma fintech de investimentos, a única no Brasil especialista em renda fixa. É uma plataforma digital, independente e sem fins lucrativos, que reúne instituições financeiras sólidas, todas regulamentadas e supervisionadas pelo Banco Central e que funcionam como ponte de acesso para que brasileiros se planejem financeiramente e criem seu próprio pecúlio, de forma justa, sem tarifas e taxas de administração, acessível e segura para que possam consumir no futuro àquilo que fará sentido para eles.

Comente