Meu Dinheiro

Poupança ou renda fixa: o que é melhor?

abr . 12
poupança-ou-renda-fixa

Se há uma dúvida recorrente entre pessoas que estão aprendendo a investir, e querem manter seu perfil conservador, certamente a que aparece no topo da lista é sobre poupança ou renda fixa. Afinal, existem diferenças entre ambas? Quais seriam as recomendações sobre o que fazer com o dinheiro?

A poupança é aquela velha conhecida de todo brasileiro. Nós sempre temos algum amigo ou parente que tem dinheiro na caderneta e que fala frases como “é mais simples de investir” e “não ganho mais também não perco”. Mas, e na renda fixa, como isso funciona? Confira abaixo!

A poupança é um título de renda fixa

O primeiro ponto a ser esclarecido é que a poupança também é considerada um título de renda fixa. A questão central é que existem outras modalidades de investimentos, com características semelhantes quando falamos da relação entre risco e retorno, mas que apresentam uma rentabilidade superior à poupança.

Entretanto, a poupança é considerada na maioria dos cenários como o pior tipo de investimento, pois apresenta rentabilidades inferiores quando comparada com outras modalidades.

O que pode ser feito?

O primeiro passo é entender o seu perfil. Se você não quer tomar muito risco, ou seja, é mais conservador, o mais recomendado é que, de fato, você invista seu dinheiro em produtos de renda fixa com rentabilidade superior a da poupança. Assim, você terá o seu ganho garantido ao final da aplicação, sem sustos.

O segundo passo é conhecer quais as demais alternativas dentro da modalidade de renda fixa. Entre as mais conhecidas, destacam-se a Letra de Câmbio; o RDB – Recibos de Depósito Bancário; o Tesouro Direto; o CDB – Certificado de Depósito Bancário; a LCI – Letra de Crédito Imobiliário; e a LCA – Letra de Crédito do Agronegócio.

Quais as vantagens destes outros tipos de renda fixa?

Quando você compra um título de renda fixa, você está emprestando dinheiro ao emissor do papel e, por isso, recebe juros até a data de vencimento desse título.

Nos investimentos em renda fixa você tem as mesmas garantias da poupança, pois ambos possuem são assegurados pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito, com o limite de até R$ 250 mil por CPF e conglomerado financeiro. Porém a rentabilidade é muito superior.

Outra vantagem é poder contar com diversas opções disponíveis. Como diz o ditado: nunca coloque todos os ovos na mesma cesta. Ou seja, desta forma, ao diversificar seus investimentos na renda fixa, você dilui o seu risco e tem rentabilidades diferenciadas.

Um bom investidor é aquele que pesquisa, avalia, e sabe que a renda fixa é a escolha mais certeira para quem quer ter bom rendimento, com total segurança.

O que você achou do nosso texto sobre poupança ou renda fixa? Agora que você viu que há opções melhores que a poupança, conheça as vantagens de nossos RDBs e Letras de Câmbio e comece já a investir!

Compartilhe!

Comente