ACREFIDicas de LeituraEconomiaFGCInvista AGORAMeu Dinheiro

5 motivos para quem nunca investiu sair da Poupança

ago . 09

Muitos brasileiros têm dificuldade para poupar. É o que aponta o estudo realizado pelo SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CDN (Confederação Nacional do Dirigente Lojista). A pesquisa mostrou que 56% dos brasileiros assumem não fazer orçamento doméstico ou familiar, como consequência 69% afirmam não ter poupado nenhuma parte da renda recebida nos últimos 12 meses.  O cenário preocupa, mas quem não faz parte desse grupo muitas vezes faz a escolha de colocar o dinheiro, poupado com tanto sacrifício, para “render” na Poupança, o que segundo especialistas do mercado financeiro, já deixou de ser vantagem, principalmente se a intenção é ver o dinheiro se multiplicar mais rápido.

Segundo estudo da Serasa Experian, 69,5% das pessoas escolhem investir na poupança. Mas será esse é o melhor tipo de investimento? Será mesmo o mais seguro?

Para responder essas questões e desmistificar o assunto, a primeira dica é desconstruir esse pensamento de que a poupança é o único e mais seguro lugar para guardar seu dinheiro. Para isso é preciso trocar a palavra Poupança por Planejamento. Isso porque, sem um bom planejamento seu dinheiro não vai render em lugar nenhum. Foi o que observou a psicóloga Charliana Gomes Marcolino, de 33 anos, que apesar de economizar há mais de 10 anos, guardando 30% do salário na poupança, não viu muita vantagem, “Eu sempre tive o hábito de guardar dinheiro, mas nunca me preocupei em acompanhar esse investimento e checar se realmente era rentável. Hoje sei que, talvez não tenha perdido dinheiro, mas com certeza deixei de ganhar mais”, diz.

Assim como a profissional, muitas pessoas relutam em deixar a poupança, porque temem por seu suado dinheiro. A preocupação é legítima, mas já existem plataformas que permitem investir de forma segura e com bons rendimentos, explicou o educador financeiro e CEO do PoupaBrasil Investimentos, Cláudio Ferro, “Se a resistência a sair da Poupança é segurança, facilidade e simplicidade, já existem no mercado opções de investimento com todas essas atribuições, são os chamados investimentos em Renda Fixa, que ainda rendem muito mais que a Poupança, Tesouro Direto e CDB de grandes bancos”, completa.

Para esclarecer ainda mais a importância e urgência de tirar seu dinheiro da Poupança, elencamos algumas vantagens, são elas:

 

  1. Facilidade

Com as plataformas de investimento recém criadas é possível investir fazendo um único cadastro, pelo computador, sem sair de casa. Em caso de dúvidas sobre o processo, um telefone fica disponível para que o investidor possa falar diretamente com um especialista que vai dar todo o suporte necessário.

  1. Aumento da sua reserva de emergência

Você com certeza conhece alguém que não possui uma reserva de emergência. Ela é importante para evitar o descontrole das finanças e garante que nenhum tipo de imprevisto afete seu orçamento pessoal ou de sua empresa. Em tempos de instabilidade da economia, possuir esse recurso significa não ser pego em imprevistos ou ter que recorrer a um financiamento bancário e arcar com juros bem salgados.

Na Renda Fixa, você também pode fazer saques quando quiser, além de conseguir um rendimento maior. Claro que quanto mais seu dinheiro permanecer investido, mais rende.

  1. Tem rentabilidade diária

Diferentemente de RDB (Recibo de Depósito Bancário), na poupança só há rendimento a cada 30 dias. Assim, se você aplicar o dinheiro após receber o salário e o sacar em 15 dias é como se esta quantia não tivesse sido aplicada.

Apesar da regra prejudicial aos investidores, na prática, quando a pessoa já possui a conta poupança há muito tempo, acaba tendo rendimento em vários dias, porque em geral os depósitos foram feitos em dias diferentes. Assim, se você resolver sacar no dia 5 do mês, o sistema do banco já busca o dinheiro que foi depositado no dia 4 ou 5, para que ele já tenha rendido.

  1. Há opções mais atrativas e seguras

Existem investimentos para todos os perfis de investidor, seja ele conservador, moderado ou agressivo. E é esse perfil que influencia na modalidade de investimento. Por exemplo, quem está na Poupança por receio de perder dinheiro, pode optar por investimentos em Renda Fixa, através de títulos como o RDB (Recibo de Depósito Bancário) e a LC (Letra de Câmbio) que garantem segurança e bons rendimentos. Esse último tipo de investimento na modalidade prefixada também garante que o investidor saiba quanto o seu dinheiro vai render já no momento da aplicação. Também é possível retirar a qualquer momento, em caso de emergências.

  1. Diversifica sua estratégia

A forma mais prudente de administrar o dinheiro é diversificando as suas aplicações. Assim, além de garantir a proteção do dinheiro, você também aumenta as chances de vê-lo render muito mais. É fundamental pesquisar. Atualmente existem plataformas de investimento mais simples e transparentes, nas quais é possível investir sem ser um expert em finanças. Agora é só agir pra ver seu dinheiro trabalhar por você e não o contrário.

Compartilhe!
error