Meu Dinheiro

Como me tornei um investidor e cheguei ao PoupaBrasil

set . 18
As histórias da maioria dos brasileiros não são prósperas quando o assunto é investimento. Uma parte está limitada à comodidade da Poupança nos grandes bancos – modelo que protege o dinheiro, mas não oferece ganhos -, outra prefere correr riscos, apostando em pirâmides financeiras e modelos de aplicação nada transparentes, ainda sem regulação. E há ainda aquela que, simplesmente, não consegue aplicar nada, porque toda a renda acaba sendo destinada a pagamento de boletos e consumo, muitas vezes, sem significado.
Felizmente, existe uma parcela da população que se tornou investidora na prática. E o caminho para isso foi a educação financeira. São pessoas que têm objetivos de vida, pensamento de longo prazo e, ao menos, algum conhecimento sobre aplicações financeiras. O Encontro de Valor conversou com algumas delas, que compartilharam suas histórias e revelaram como encontraram no PoupaBrasil o destino certo para seus investimentos.

Symara Helena Campos

A professora de pós-graduação, Symara Helena Campos, moradora do interior paulista, conta que aprendeu a valorizar o dinheiro, depois de passar por tantos planos econômicos no país, esforços de governos passados para controlar a inflação.

Ela diz ainda que boa parte de sua experiência em finanças pessoais vem do tempo em que trabalhou em empresas multinacionais, incluindo um banco americano.
Symara conheceu o PoupaBrasil, por meio de uma indicação. “Confiei cegamente no PoupaBrasil. Eu fico tranquila e sou bem atendida imediatamente pelo WhatsApp. Busquei segurança, valorização do capital, facilidade de comunicação, liquidez e rentabilidade. Elementos importantes para a minha decisão. A reputação da marca também contou”, afirma.
Ela observa que todos precisam saber administrar seu próprio dinheiro, mas que muitos acabam esbarrando na falta de educação financeira e na desatualização sobre as novas tecnologias no setor.

Valdivaldo Amorim Rocha

Valdivaldo Amorim Rocha é economista e mora em Salvador, Bahia. Ele diz que seus pais não tinham o hábito de investir. Mesmo assim, começou a poupar logo cedo, com a oportunidade do primeiro trabalho. “Adquiri o hábito de manter uma reserva de emergência, porque sabia que mais na frente dependeria de emprego e poupava mais que eu podia”, ressalta.
De acordo com ele, o conhecimento acumulado com a formação em Economia e a carreira profissional o levaram a um status mais maduro e sofisticado como investidor.  Um de seus modelos preferidos de aplicação estabelece 30% em renda fixa e o restante em renda variável.
Para o economista, as possibilidades que a internet criou e oferece aos investidores são grandes. “É preciso sair dos bancos grandes. O brasileiro não tem educação financeira e acaba delegando a administração de seu dinheiro. Hoje, o mercado é sofisticado e muitos vendem sonhos, que na prática são pesadelos”, analisa.
Valdivaldo entende que o PoupaBrasil é uma das melhores plataformas de investimentos. “Gosto de ver os extratos, a disponibilidade das notas, fica tudo no site. E o atendimento também é muito bom”, resume.

Daniel Silva da Conceição

Um caso raro, em que se recebe educação financeira muito cedo. Essa é a situação do empresário Daniel Silva da Conceição, morador de Santos, no litoral paulista. Ele explica que sua história o ajudou a desenvolver uma mentalidade de investidor. “Aprendi isso na escola e na adolescência. No começo, a experiência foi com a Poupança, mas depois vieram outras oportunidades de aplicações”, diz.
Ele revela que conheceu o PoupaBrasil, depois de pensar em investir em ações. No entanto, mudou de ideia quando se deparou com muitas taxas e os riscos. “Daí, alguns amigos me indicaram o PoupaBrasil”.
Esse foi o início de sua jornada com a fintech de investimentos. No PoupaBrasil é fácil, o site é simples, tem simulação para termos uma projeção e uma noção de quanto o dinheiro vai render. O depósito é facilitado e o atendimento sempre me responde prontamente. O resgate é facilitado também. Isso gera confiança. Me arrependo de não ter começado mais cedo a investir”, declara.
Daniel é administrador de empresas, formação que o ajuda montar sua carteira de investimentos, que combina renda fixa e o mercado de ações. “No passado, tínhamos que entrar no site da bolsa e jogar tudo em uma planilha. Hoje, aplico uma parte de minha renda, uns 20% na renda fixa, e outra em fundos imobiliários e ações”, expõe.
Conheça mais o PoupaBrasil, faça uma simulação e invista com excelente rentabilidade em títulos de renda fixa com a segurança do Fundo Garantidor de Créditos.
No PoupaBrasil, você pode realizar investimentos a partir de R$ 1.000,00

Compartilhe!
error

Comente