Meu Dinheiro

O que fazer para sair da Poupança e começar a investir de verdade?

set . 02

A grande maioria dos brasileiros está acostumada a deixar seu dinheiro na Poupança, sem levar em consideração que essa aplicação apenas protege os recursos da inflação. Não oferece ganhos. A explicação para isso é cultural e é motivada, sobretudo, pela falta de educação financeira. Fatores como segurança e simplicidade de operação são as principais razões que fazem da Poupança a aplicação mais popular do país.

Outro aspecto que vem da cultura é a facilidade e dependência dos grandes bancos. Acaba ficando mais cômodo deixar tudo nas mãos do gerente, que toma as decisões sobre o destino do dinheiro de muita gente.

Esse cenário só pode ser revertido pela educação. Assim como na escola, a jornada de um investidor é feita de aprendizados, etapas e amadurecimento. É preciso dar um passo de cada vez até que ele alcance um nível de conhecimento, que permita a ele a criação de uma carteira de investimentos mais complexa, baseada em objetivos de vida e pensamento de longo prazo – tenha ele um perfil conservador, moderado ou agressivo.

A primeira etapa nesse processo demudança é romper com o modelo: buscar uma corretora ou um marketplace, em linha com os novos valores e melhores práticas de mercado. Esse é o mundo das chamadas fintechs. Grande parte não cobra taxas de administração e tarifas e ainda oferece maior rentabilidade. Elas também se empenham para entregar educação financeira de verdade, capacitando as pessoas para que elas possam ser protagonistas de sua própria vida financeira.

Esse é o caso do PoupaBrasil, um marketplace especializado em combinar aplicações seguras com bons rendimentos – é a chamada Renda Fixa. “Estamos posicionados para dar o primeiro suporte ao investidor que está saindo da Poupança e ainda não sabe muito bem para onde ir. Somos a porta de entrada dessa pessoa para uma nova história que ele irá criar”, diz Cláudio Ferro.

Ferro destaca que a Poupança tem seu ganho, que é pequeno, uma vez que está limitada a 70% da Selic, a taxa básica de juros, atualmente em 6% ao ano, com tendência de queda. Ou seja, não há riscos, mas também não há benefício. “Quem abraçou a educação financeira como causa tem o dever de ajudar os brasileiros a saírem da Poupança”, completa.

O especialista ressalta que a segurança, conceito tão caro e sensível para a maioria dos aplicadores, vem, em grande parte, do Fundo Garantidor de Crédito.  O FGC é uma entidade sem fins lucrativos, que gerencia o mecanismo de proteção aos investidores no Sistema Financeiro Nacional, até o limite estabelecido pela regulamentação. O valor máximo garantido para cada pessoa física ou jurídica é de R$ 250 mil por instituição associada ou instituições do mesmo grupo financeiro.

“Com isso, o investidor brasileiro está seguro, assim como ocorre em muitos países. O FGC atua, igualmente, para todos os bancos e instituições financeiras, independentemente de seu tamanho de mercado”, complementa.

 

Primeiros passos

Ferro compara a experiência de um aplicador com aquela que todos nós um dia já vivenciamos no início de nossas vidas: a dos primeiros passos. “Eles foram possíveis porque havia alguém – cremos, uma família toda para a maioria – ao nosso lado, pegando em nossas mãos e nos ajudando. Precisamos sempre de alguém, sobretudo, no início de uma nova jornada. E no mundo dos investimentos não é diferente. É para isso que existimos: para ajudar as pessoas. Queremos democratizar o acesso de milhões de brasileiros a investimentos seguros, com boa lucratividade. E fazemos isso oferecendo educação financeira na prática e aplicações de Renda Fixa de forma simples”, afirma.

Conheça mais o PoupaBrasil, faça uma simulação e invista com a segurança e a garantia do Fundo Garantidor de Crédito. Clique aqui.

No PoupaBrasil, você pode realizar investimentos a partir de R$ 1.000,00

 

Sobre o PoupaBrasil Investimentos – Somos uma fintech de investimentos, o único marketplace especializado em renda Renda Fixa no Brasil, que reúne instituições financeiras sólidas e oferecem investimentos com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e registro dos títulos na B³. Criado há três anos, o PoupaBrasil tem por objetivo democratizar o acesso da grande maioria dos brasileiros a novas oportunidades de investimento, com excelente rentabilidade, independentemente do valor investido.

Compartilhe!
error

Comente